Gestão & Produção
https://gestaoeproducao.com/article/doi/10.1590/1806-9649.2020v28e4874
Gestão & Produção
Artigo Original

The role of offset and technology transfer for installing an aeronautical industrial pole

O papel do offset e da transferência de tecnologia para Instalação de um polo aeronáutico

Felipe Fernandez; Rogério Santos da Costa; Bianca Tonelli; Nathany Fernanda Tavares Vieira

Downloads: 0
Views: 36

Abstract

Abstract: This is a unique case study of a phenomenological, exploratory and qualitative approach, with a horizontal temporal cut. The goal of the present study was to bring up the current stage of a small aeronautical industry in Santa Catarina in regards to offset and technology transfer tools. In order to achieve this goal, data collection involved interviews, assembly line observation and web page analysis. The results indicate a positive outlook regarding the offset, despite its non-use. The perception about technology transfer is negative, being verified that the organization needs external technologies.

Keywords

Technology gap theory, Technology diffusion, Military offset, Technology transfer, Aeronautical industrial Pole in Santa Catarina/Brazil

Resumo

Resumo: Este é um estudo de caso único de abordagem fenomenológica, exploratória e qualitativa, com recorte temporal horizontal. O objetivo do estudo foi fazer emergir o estágio atual de uma pequena indústria aeronáutica catarinense em relação às ferramentas de offset e transferência de tecnologia. Para atingir este objetivo a coleta de dados envolveu entrevistas, observação da linha de montagem e análise de páginas da internet. Os resultados indicam visão positiva em relação ao offset, apesar do seu não emprego. A percepção sobre a transferência de tecnologia é negativa, constatando-se que a organização necessita de tecnologias externas no seu dia-a-dia.

Palavras-chave

Teoria do gap tecnológico, Difusão tecnológica, Offset, Transferência de tecnologia, Polo aeronáutico em Santa Catarina/Brasil

Referências

Empresas Brasileiras certificadas para fabricação de produtos aeronáuticos. 2019.

Porte das empresas. 2012.

Bardin L. Análise de conteúdo.. 2009.

Bell J. Projeto de pesquisa: guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências sociais. 2008.

Bernardes R. O caso Embraer-privatização e transformação da gestão empresarial: dos imperativos tecnológicos à focalização no mercado. 2000.

Decreto nº 6.703, de 18 de dezembro de 2008. Aprova a Estratégia Nacional de Defesa e dá outras providências. 2008.

Portaria normativa nº 764, de 27 de dezembro de 2002. Aprova a política e as diretrizes de compensação comercial, industrial e tecnológica do Ministério da Defesa. 2002.

Perlo-Freeman S. Offsets and the development of the Brazilian arms industry.. Arms trade and economic development: theory, policy, and cases in arms trade offsets. 2004:187-204.

Cândido A. C. Crescimento económico e inovação: Uma reconsideração do modelo de Fagerberg. 2010.

Carneiro W. P. De frente para o crime: a política externa brasileira diante dos crimes contra a humanidade no pós-guerra fria: da intervenção humanitária à ampliação do Conselho de Segurança. Universitas: Relações Internacionais. 2008;6(2):39-69.

Cohen W. M., Levinthal D. A. Absorptive capacity: A new perspective on learning and innovation. Strategic Learning in a Knowledge economy. 1999:39-67.

Offset: conceitos, entraves e possibilidades. 2015.

Cornwall J. Diffusion, Convergence and kaldor’s Law. Economic Journal. 1976;86(342^sSuppl. 85):307-14.

Cornwall J. Modern capitalism: Its growt hand transformation. 1977.

Creswell J. W. Projeto de pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2007.

De Negri F. Determinantes da capacidade de absorção das firmas brasileiras: qual a influência do perfil da mão-de-obra. Tecnologia, exportação e emprego.. 2006.

Dosi G. Technical change and industrial transformation. 1984.

Dumas L. J. Do offsets mitigate or magnify the military burden?. Arms trade and economic development: Theory, policy, and cases in arms trade offsets. 2004:16-29.

Fagerberg J. A technology gap approach to why growth rates differ. Research Policy. 1987;16(2-4^sSuppl. 16):87-9.

Fernandez F. Transferência de tecnologia e parcerias estratégicas: Limites e Possibilidades do offset para a Indústria Aeronáutica Catarinense. 2015.

Fernandez F., Almeida P., Ricardo S. Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Francesa na área de submarinos: um estudo de caso de acordo internacional de transferência de tecnologia no setor militar sob a óptica brasileira. 2012:125-42.

Fiegenbaum J., Rondinel R. Acuerdos offset de compensación comercial, industrial y tecnológica-Un estudio del caso brasileño. Observatorio de la Economía Latinoamericana. 2006.

Flick U. Introdução à pesquisa qualitativa. 2009.

Flores Jr. J. O Primeiro Jato! O Gloster Meteor F-8/TF-7 na FAB. Revista Força Aérea. 1998;1(10):92-112.

Franco M. L. Análise do conteúdo. 2008.

Aviões experimentais construídos em SC voam até os EUA para feira: Viagem até Flórida serão de 8 mil quilômetros e terá oito escalas: Empresários comparam desempenho de nave a carro da marca Ferrari. G1 Santa Catarina. 2013.

Godinho M. M. Difusão internacional de tecnologia e perspectivas de convergência: onde se encontra a economia portuguesa?. Sociologia: Problemas e Práticas. 1995:9-21.

Nacional da Propriedade Industrial-Apresentação Março de 2005. 2005.

Ivo R. C. A Prática do Off-Set como instrumento dinamizador do desenvolvimento industrial e tecnológico. 2004.

Jones C. I. Introdução à teoria do crescimento económico. 2000.

Kupfer D. Uma abordagem neo-schumpeteriana da competitividade industrial. Ensaios FEE. 1996;17(1):355-72.

Liesch P. W., Palia A. P. Australian perceptions and experiences of international countertrade with some international comparisons. European Journal of Marketing. 1999;33(5/6):488-512.

Lindbeck A. The recent slow down of productivity growth. Economic Journal. 1983;93(369^sSuppl. 93):13-34.

Modesti A. Offset: teoria e prática.. Panorama da Prática de Offset no Brasil: uma visão da negociação internacional de acordos de compensação comercial, industrial e tecnológica.. 2004.

Nelson R. R., Winter S. G. An evolutionary theory of economic change. 1982.

Exevutive office of the president. Report on offsets in military exports.. 1988.

Palia A. P. Countertrade practices in Indonesia. Industrial Marketing Management. 1992;21(3):273-9.

Palia A. P. Countertrade practices in Japan. Industrial Marketing Management. 1993;22(2):125-32.

Palia A. P., Liesch P. W. Recent trends in Australian countertrade: A cross-national analysis. Asia Pacific Journal of Management. 1991;8(1):85-103.

Palia A. P., Liesch P. W. Survey of countertrade practices in Australia. Industrial Marketing Management. 1997;26(4):301-13.

Palia A. P., Yoon H. D. Countertrade practices in Korea. Industrial Marketing Management. 1994;23(3):205-13.

Parvin M. Technological adaptation, optimum level of back wardnes sand the rate of per capita income growth: an econometric approach. The American Economist. 1975;19(1^sSuppl. 19):23-31.

Peters D. M. Technology transfer - Editorial. Welding Design e Fabrication. 2000;Novembro/2000.

Petersen C. D. Defense and commercial offsets: impacts in the U.S. industrial base rase economic and national security concerns. Journal of Economic Issues. 2011;42(2):485-91.

Rocha I. Ciência tecnologia e inovação: conceitos básicos.. 1996.

Rogers E. M. Diffusion of innovations.. 2010.

Vargas M. V. Una Mirada económica la los acuerdos de offsets en el Sector Defensa y Seguridad en Colombia. 2004.

Viotti E.B., Guimarães A. O., Hollanda S., Galvão A. C. F., Parês A. C. G. Dimensão Econômica da Inovação. 1997.

WegaAircraft. 2016.

Welt L. G. B. Offset as a competitive tool. Global Perspective. 1986;1/janeiro:485-91.

Yin K. Case study research: design and methods.. 2009.

60718ce8a953955e7a3c75d3 gp Articles

Gest. Prod.

Share this page
Page Sections