Gestão & Produção
https://gestaoeproducao.com/article/doi/10.1590/1806-9649-2021v28e5314
Gestão & Produção
Artigo Original

Lean waste analysis in light of principles of public administration: a study of an IFES academic project submission process

Rosaneide Maria Garcia da Silva Ubarana; Thiago de Oliveira; André Morais Gurgel; Josué Vitor de Medeiros Júnior

Downloads: 0
Views: 63

Abstract

Abstract: The New Public Administration (NPA), guided by the Principles of Public Administration (PPA), has incorporated several approaches to promote more effective management. Among these is the lean perspective, focused on eliminating waste and improving organizational processes. Thus, the present study aims to analyze the relationship between types of waste and PPA. To that end, the investigation uses data triangulation from the focus group, and workshop and participant observation as methodological approaches, demonstrating that process waste can compromise PPA. However, adhering to the principles can benefits process execution by reducing rework, for example. This perception contradicts common sense, which presupposes increased bureaucracy to address legal issues or constitutional principles. Thus, lean waste analysis according to PPA may prove to be relevant and a new perspective for improving organizational processes in public management.

Keywords

Principles of Public Administration, Lean Waste, Process, Relationship

Referências

Abrucio, F. (2010). Construindo uma nova gestão pública. Natal: Searh/RN.

Bardin, L. (2006). Análise de conteúdo (L. A. Rego & A. Pinheiro, Trads.). Lisboa: Edições 70. Obra original publicada em 1977.

Batista, A. S., Campos, C. A., Renó, G. W. S. T., & Truzzi, O. M. S. (2014). Melhoria em desempenho em centro de relacionamento com os clientes. Lean Institute Brasil. Retrieved in 2018, April 25, from http://www.lean.org.br/artigos/252/comunidade.aspx

Bekesas, L. C. (2012). Simulação como ferramenta para aplicação do MFV. (Dissertação de mestrado). Programa de Mestrado em Engenharia de Produção, Centro Universitário Nove de Julho, São Paulo.

Brasil. Constituição. (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, Centro Gráfico.

Cole, B. (2011). Lean six-sigma for the public sector: leveraging continuous process improvement to build better governments. Milwaukee: American Society for Quality, Quality Press.

Di Pietro, M. S. Z. (2015). Direito administrativo (28. ed.). São Paulo: Editora Atlas S.A.

Flick, U. (2013). Introdução à metodologia de pesquisa (M. Lopes, Trad. & D. Silva, revisão técnica). Porto Alegre: .

Gasparini, D. (2012). Direito administrativo. São Paulo: Saraiva.

Gonçalves, V. K. A., De Melo, D. R. A., Viana, Á. L., & Medeiros, S. H. S. (2015). Lean office: estudo da aplicabilidade do conceito em uma universidade pública federal. Espacios., 18(36), E-1.

Graban, M. (2013). Hospitais lean: melhorando a qualidade, a segurança dos pacientes e o envolvimento dos funcionários (R. Rübenich, Trad.). Porto Alegre: Bookman.

Kadarova, J., & Demecko, M. (2016). New approaches in lean management. Procedia Economics and Finance, 39, 11-16. Retrieved in 2017, April 20, from www.sciencedirect.com

Landmann, R., Bittencourt, E., Schwitzky, M., & Wyebski, J. (2009). Lean office: aplicação da mentalidade enxuta em processos administrativos de uma empresa do setor metal mecânico. In Anais do 29° Encontro Nacional de Engenharia de Produção ENEGEP e ICIEOM (pp. 1-13). Rio de Janeiro: ABEPRO.

Liker, J. K. (2007). O modelo toyota – a empresa que criou a produção enxuta (Trad. L. B. Ribeiro). Porto Alegre: Bookman.

Lima, O. F., & Leite, J. P. (2011). Aplicabilidade dos conceitos da produção enxuta (lean production) no processo de licitação pública. In Anais do 36° Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção ENEGEP e ICIEOM (pp. 1-14). Rio de Janeiro: ABEPRO.

McManus, H. L. (2005). Product development value stream mapping (PDVSM) Manual. The Lean Aerospace Initiative. Cambridge: Massachusetts Institute of Technology.

Mello, C. A. B. (2011). Curso de direito administrativo (29. ed).. São Paulo: Malheiros Editores Ltda.

Miragem, B. (2013). A nova administração pública e o direito administrativo (2. ed.). Londrina: Revista dos Tribunais.

Ohno, T. (2015). Gestão dos postos de trabalho (H. C. Fontoura, Trad.). Porto Alegre: Bookman.

Paiva, F. G., Jr., Leão, A. L. M. S., & Mello, S. C. B. (2011). Validade e confiabilidade na pesquisa em administração. Revista de Ciências da Administração, 31(13), 190-209. http://dx.doi.org/10.5007/2175-8077.2011v13n31p190.

Pereira, L. C. B. (1996). Da administração pública burocrática à gerencial. Revista do Serviço Público, 47(1). Retrieved in 2018, April 17, from http://www.bresserpereira.org.br/PPAers/1996/95.AdmPublicaBurocraticaAGerencial.pdf

Pereira, L. C. B. (2010). Administração pública e de empresas: duas coisas muito diferentes. Retrieved in 2017, April 17, from http://www.bresserpereira.org.br/view.asp?cod=4768

Richardson, R. J. (2008). Pesquisa social: métodos e técnicas (3a ed.). São Paulo: Atlas.

Sampieri, R. H., Collado, C. F., & Lucio, M. D. P. B. (2013). Metodologia de pesquisa (5a ed.). Porto Alegre: Penso.

Santos, I. E. (2016). Manual de métodos e técnicas de pesquisa científica (12a ed.). Rio de Janeiro: Impetus.

Thiollent, M. (2011). Metodologia da pesquisa-ação (18a ed.). São Paulo: Cortez.

Turati, R. C., & Musetti, M. A. (2006). Aplicação dos conceitos de lean office no setor administrativo público. In Anais do XXVI Enegep. Rio de Janeiro: ABEPRO.

Vergara, S. C. (2015). Métodos de pesquisa em administração (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Womack, J. P., Jones, D. T., & Roos, D. (2004). A máquina que mudou o mundo: baseado no estudo do massachusetts institute of technology sobre o futuro do automóvel (I. Korytowski, Trad.). Rio de Janeiro: Elsevier.
 

6113d995a9539541df625314 gp Articles

Gest. Prod.

Share this page
Page Sections