Gestão & Produção
https://gestaoeproducao.com/article/doi/10.1590/0104-530x4913
Gestão & Produção
Artigo Original

Main challenges in the identification and measurement of indirect costs in projects: a multiple case study

Bruno Cardoso Faria; João Walter Saunders Pacheco do Vale; Ana Lucia Figueiredo Facin; Marly Monteiro de Carvalho

Downloads: 0
Views: 163

Abstract

Abstract Projects have direct and indirect costs; the direct ones are easily identified and quantified, the indirect ones are difficult to control, because they are generated in favor of more than one project, and even if they are not directly related to the activities, they influence their budget. This study aims to present indirect cost identification methods, analyze the estimation models adopted for its measurement, and also analyze ways of appropriating costs in several projects. The method adopted was the analysis of multiple cases in companies of the industrial, commercial and services sectors. It was verified that projects with greater detail of the scope show less difficulty in identifying indirect costs, directly influencing the method of estimation adopted. The estimate for indirect costs is specific to each company, and its complexity is defined by the volume of data available. The appropriation of indirect costs differs between cases, but has similar objectives in its incorporation in the direct hours of the projects. It is worth highlighting the importance of project planning in the identification of indirect costs, in the choice of measurement methods, and also in the forms of costing for the budget.

Keywords

Project management, Cost management, Indirect costs, Project costing, Cost Appropriation

Referências

Abbas K., Gonçalves M. N., Leoncine M. Os métodos de custeio: vantagens, desvantagens e sua aplicabilidade nos diversos tipos de organizações apresentadas pela literatura. ConTexto. 2012;12(22):145-59.

Atkinson R. Project management: cost, time and quality, two best guesses and a phenomenon, its time to accept other success criteria. International Journal of Project Management. 1999;17(6):337-42.

Barbosa C., Nascimento C. A. D., Abdollahyan F., Pontes R. M. Gerenciamento de custos em projetos.. 2014.

Barcellos M. P., Figueiredo S. M., Rocha A. R., Travassos G. Utilização de métodos paramétricos, analogias, julgamento de especialistas e conhecimento original no planejamento de tempo, custo de projetos de software.. 2003:1-15.

Berssaneti F. T., Carvalho M. M. Identification of variables that impact project success in Brazilian companies. International Journal of Project Management. 2015;33(3):638-49.

Bornia A. C. A. A fusão de postos operativos no método da unidade de esforços de produção.. 1995:481-91.

Carvalho M. M., Rabechini R. J. Fundamentos em gestão de projetos: construindo uma competência para gerenciar projetos.. 2011.

Costa A. P. C. S., Silva L. C., Bastos R. N. Modelo de decisão para alocação de recursos humanos em projetos de sistemas de inovação.. 2009:1-14.

Gusberti T. D. H., Hilgert R. N., Echeveste M. E. S. Análise gerencial de custos em empresa de prestação de serviços de base tecnológica de médio porte.. 2009:1-13.

Kerzner H. Gerenciamento de projetos: uma abordagem sistêmica para planejamento, programação e controle.. 2011.

Knutson J., Bitz I. Project management: how to plan and manage successful projects.. 1991.

Kreisch L. Projeto, orçamentação e planejamento de obra de pequeno porte. 2013.

Lacerda R. T. O. O sucesso em gerenciamento de projetos: a estruturação de um modelo de avaliação a partir de uma visão construtivista. 2009.

Lewis J. P. Fundamentals of project management. 1995.

Likert R. A technique for the measurement of attitudes. Archives de Psychologie. 1932;140:1-55.

Lipovetsky S., Tishler A., Dvir D., Shenhar A. The relative importance of project success dimensions. R & D Management. 1997;27(2):97-106.

Martins E. Contabilidade de custos. 2003.

Martins H. H. T. S. Metodologia qualitativa de pesquisa. Educação e Pesquisa. 2004;30(2):289-300.

Meredith J. R., Mantel S. J. J. Project management: a managerial approach.. 2012.

Obi L. I., Arif M., Kulonda D. J. Prioritizing cost management system considerations for Nigerian housing projects. Journal of Financial Management of Property and Construction. 2017;22(2):135-53.

Oliveira R. C. F. Gerenciamento de projeto e a aplicação da análise de valor agregado em grandes projetos. 2003.

Pinto A. A. G., Limeira A. L. F., Silva C. A. S., Coelho F. S. Gestão de custos.. 2008.

Prado D. Fundamentos do Modelo Prado – MMGP. 2010.

Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos (guia PMBOK). 2017.

Rad P. F. Project estimating and cost management.. 2002.

Rodrigues I., Júnior R. R., Csillag J. M. Os escritórios de projetos como indutores de maturidade em gestão de projetos. Revista ADM. 2006;41(3):273-87.

Santos J. A. Gestão de Projetos.. 2015.

Santos L. G. C., Martins M. R. Análise da influência da evolução na maturidade em gerenciamento no desempenho dos projetos.. 2008:1-12.

Schier C. U. C. Gestão de custos.. 2006.

Shenhar A. J., Raz T., Dvir D. Risk management, project success, and technological uncertainty. R & D Management. 2002;32(2):101-9.

Triviños A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação.. 1987.

Tukel O. I., Rom W. O. An empirical investigation of project evaluation criteria. International Journal of Operations & Production Management. 2001;21(3):400-16.

Vargas V. R. Gerenciamento de projetos: estabelecendo diferenciais competitivos.. 2005.

Werolin A. E. A elaboração de um orçamento variável. Revista de Administração de Empresas. 1965;5(16):127-44.

Yin R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2005.

Zahaikevitch E. V., Matos S. N., Gapinski E. F. P. Métodos de custeio utilizados na precificação: um estudo de caso.. 2013:1-15.

5e7e41ff0e8825853ce1a446 gp Articles
Links & Downloads

Gest. Prod.

Share this page
Page Sections