Gestão & Produção
https://gestaoeproducao.com/article/doi/10.1590/0104-530x4089-17
Gestão & Produção
Artigo Original

Avaliação do processo de transição da ISO 9001:2008 para a ISO 9001:2015: um estudo voltado para empresas químicas do Estado do Rio Grande do Sul

Evaluation of the transition process from ISO 9001:2008 to ISO 9001:2015: a study focused on chemical companies in the State of Rio Grande do Sul, Brazil

Jéssica Haas Ost; Cícero Giordani da Silveira

Downloads: 0
Views: 931

Resumo

Resumo A norma NBR ISO 9001 tem sido amplamente utilizada na implantação e manutenção de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) no Brasil e no mundo. Este trabalho objetiva identificar as percepções das empresas químicas do Estado do Rio Grande do Sul no processo de transição da ISO 9001:2008 para a ISO 9001:2015. Nesse contexto, a metodologia utilizada foi uma pesquisa tipo survey , com aplicação de questionário estruturado, com base na escala Likert de 5 pontos. Esse questionário foi enviado para todas as empresas químicas certificadas na ISO 9001 localizadas no Estado do Rio Grande do Sul. Como complemento, foram ainda realizadas entrevistas semiestruturadas, com questões abertas, com os gestores responsáveis pelo SGQ de três dessas empresas pesquisadas. De maneira geral, as empresas concordam com as modificações trazidas pela nova versão da norma e acreditam nos seus benefícios para a organização. Apesar de pouco terem feito rumo a essa atualização e apontarem dificuldades na implementação dos novos requisitos da norma, a maioria das empresas considera a ISO 9001:2015 melhor do que sua versão anterior. Pode-se afirmar que as empresas que adotarem essas modificações por estarem preocupadas com a melhoria contínua do SGQ terão maiores benefícios do que aquelas empresas que implementarem as modificações somente para manter o seu certificado válido.

Palavras-chave

ISO 9001, Gestão da qualidade, Sistema de gestão

Abstract

Abstract The ISO 9001 norm has been widely used in the implementation and maintenance of Quality Management Systems (QMS) in Brazil and all over the world. This study aims to identify the chemical companies’ perceptions of the ISO 9001 transition: version 2008 to version 2015, in the State of Rio Grande do Sul. In this context, the methodology used was a survey research with a structured questionnaire based on the 5-points Likert’s scale. This questionnaire was sent to all chemical companies certified in ISO 9001, located in the state of Rio Grande do Sul. In addition, quality managers of three of these companies replied to semi-structured interviews with open questions. In general, the companies agree with the changes brought by the new version of the norm and believe it to be beneficial to the organization. Although some companies haven’t made much towards this update and point out difficulties in implementing the new norm’s requirements, most of the companies consider the ISO 9001:2015 better than its previous version. It can be asserted that the companies that choose to adopt these modifications due to concerns about a continuous improvement of the QMS will have greater benefits than those companies that choose to implement the modifications only to keep their certificate valid.

Keywords

ISO 9001, Quality management, Management system

Referências

Guia do utilizador: ISO 9001:2015. 2015.

NBR ISO 9001: sistemas de gestão da qualidade: requisitos. 2015.

Ballestero-Alvarez M. E. Gestão de qualidade, produção e operações. 2012.

Barry Z., Bensaid Z., Boukhris I., Hamrit S., Mnif F., Soto L., Derathé A., Farges G. Allier qualité et performance via l’ISO 9001 version 2015. IRBM News. 2016;37(2):68-71.

Bonato S. V., Caten C. S. T. Diagnóstico da integração dos sistemas de gestão ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001. Production. 2015;25(3):626-40.

Mudando da ISO 9001:2008 para a ISO 9001:2015: guia de transição. 2015.

Carpinetti L. C. R., Gerolamo M. C. Gestão da qualidade ISO 9001:2015: requisitos e integração com a ISO 14001:2015. 2016.

Fonseca L. M. From quality gurus and TQM to ISO 9001:2015: a review of several quality paths. International Journal For Quality Research. 2015;1(9):167-80.

Certifiq: consulta às empresas certificadas. 2016.

Lakatos E. M., Marconi M. A. Fundamentos de metodologia científica. 2010.

Lavrat E., Vanlerberghe C., Farges G., Derathé A. Évolutions de la norme ISO 9001:2015: réponse aux besoins des services biomédicaux certifiés. Irbm News. 2015;36(5):158-62.

Maekawa R., Carvalho M. M., Oliveira O. J. Um estudo sobre a certificação ISO 9001 no Brasil: mapeamento de motivações, benefícios e dificuldades. Gestão & Produção. 2013;20(4):763-79.

Major revision to ISO 9001. Metal Powder Report. 2015;70(5):218.

Moreira T. A. O. Análise da relação entre o tipo de não conformidades levantadas em auditoria e as motivações para a implementação dos sistemas de gestão da qualidade segundo a norma ISO 9001. 2012.

Oliveira O. J. Gestão da qualidade: tópicos avançados. 2004.

Paladini E. P. Gestão da qualidade: teoria e prática. 2012.

Pastor-Fernández A., Otero-Mateo M. Impacto de la norma ISO 9001:2015 en el ámbito de la ingeniería: integración en las PYMEs. Dyna. 2016;2(91):118-21.

Poltronieri C. F., Gerolamo M. C., Carpinetti L. C. R. Um instrumento para a avaliação de sistemas de gestão integrados. Gestão & Produção. 2015;20(1):204-19.

Ribeiro S. I. M. C. P. Os benefícios e as dificuldades na certificação da qualidade Norma NP EN ISO 9001:2008. 2012.

Critérios de classificação de empresas. 2016.

Wilson J. P., Campbell L. Developing a knowledge management policy for ISO 9001: 2015. Journal of Knowledge Management. 2016;20(4):829-44.

5defb5800e88257d05b5f733 gp Articles
Links & Downloads

Gest. Prod.

Share this page
Page Sections